The art of project leadership: Delivering the world’s largest projects

A arte da liderança de projetos: como conseguir bons resultados nos maiores projetos do mundo

Por Sergey Asvadurov, Tom Brinded, Trevor Brown, Mike Ellis, David Knox, e Rod Speering
A arte da liderança de projetos: como conseguir bons resultados nos maiores projetos do mundo

Quatro mentalidades e oito práticas de liderança diferenciam os líderes de projetos de grande porte bem-sucedidos dos demais.

Hoje, projetos muito grandes e complexos envolvem orçamentos de mais de US$ 5 bilhões e levam cinco anos para passar pelas fases de desenho, planejamento e construção das obras. A simples escala destes projetos já traz complexidades específicas: interfaces múltiplas com diferentes envolvidos, tais como comunidades locais e órgãos governamentais, novas exigências ambientais e de regulamentação e, muitas vezes, desafios tecnológicos particulares. Definimos mega projetos desta escala como sendo ultra grandes.

Se utilizarmos uma analogia esportiva, chegar ao fim de um desses projetos de ultra escala seria, por definição, uma maratona, e não uma corrida de 50 metros. Sem dúvida, com pouco mais de 42 quilômetros de extensão, toda maratona representa um desafio substancial. Comparativamente, uma ultra maratona, que chega a 100 quilômetros, é exponencialmente mais difícil. Dada a enormidade do desafio, não há como estar totalmente treinado ou preparado para passar por isso – e somente alguns poucos sabem o que significa chegar ao final de uma corrida dessas com sucesso.

Da mesma forma, projetos ultra grandes representam um desafio exponencialmente mais difícil do que um projeto de grande porte normal – geralmente definidos como de valor igual ou superior a US$ 1 bilhão. Tais projetos são para poucos. À medida que aumenta o capital necessário, também cresce a complexidade estratégica e de desenho, financiamento, compras e, finalmente, da própria execução do projeto.

Atualmente, há um prêmio significativo pela execução bem-sucedida de grandes projetos. Com ambições e dimensões cada vez maiores, a construção moderna de mega projetos impacta substancialmente não apenas a organização que é dona do projeto em si, mas também a dinâmica de diferentes setores, o ambiente de regulamentação e – até mesmo – as relações geopolíticas. No entanto, a execução de grandes projetos tem se mostrado historicamente difícil. Na média, projetos com orçamentos superiores a US$ 1 bilhão são entregues com atraso de um ano em relação ao planejamento e ultrapassam em 30% o orçamento inicial. Se esta tendência continuar, algo como US$ 5 trilhões em valor terão sido destruídos nos projetos atualmente anunciados no mundo todo. Se considerarmos apenas as dimensões de prosperidade econômica e perda de oportunidades, já há motivos suficientes para percebermos que essa situação precisa mudar.

Neste contexto, de que forma os donos de ultra projetos podem aumentar suas chances de completá-los com sucesso?

Acreditamos que um elemento fundamental para a entrega bem-sucedida de um grande projeto tem sido negligenciado: mais especificamente, nos referimos a aspectos ‘não técnicos’ da entrega de um projeto, como liderança, cultura organizacional, mentalidades, atitudes e comportamentos dos donos, dos líderes e das equipes responsáveis pelo projeto. Em nosso estudo, chamamos esta compilação de assuntos organizacionais não técnicos como ‘a arte da liderança de projeto’, em contrapartida a padrões, sistemas, processos e experiência em assuntos técnicos, que denominamos coletivamente de ‘ciência’ da gestão de projetos. Ter uma compreensão mais profunda de como acertar no uso desta arte melhora tangivelmente a realização de projetos envolvendo grande volume de capital – e isso é especialmente verdade no contexto de projetos mais complexos e mais intensivos no uso de recursos financeiros.

Para entender porque os projetos ultra grandes continuam a frustrar as expectativas — a despeito de toda a experiência, o aprendizado, as discussões e as análises empregadas pelo setor ao longo dos anos — decidimos explorar os fatores particulares de sucesso extraídos da experiência de ‘realizadores de projetos’, pessoas com experiência prática na entrega de projetos ultra grandes. Realizamos entrevistas em profundidade com 27 construtores que, coletivamente, possuem mais de 500 anos de experiência na entrega de projetos e, a partir desses relatos, destilamos, estruturamos e sintetizamos nossas conclusões.

Embora nossos entrevistados deem a devida importância e mencionem a necessidade crucial de implementar de forma bastante correta os processos e os sistemas relativos à gestão do projeto principal (a ciência), a maioria deles praticamente assume tal parte como sendo óbvia. Segundo eles, muitas empresas que tentam realizar grandes investimentos de capital já têm (e devem mesmo ter) implementadas as melhores práticas em termos de processos e padrões.

Nossa pesquisa insistiu em voltar várias vezes aos tópicos relacionados à arte da liderança de projeto, isto é, aos aspectos organizacionais e de liderança – habilidades, mentalidades, práticas, atitudes e comportamentos – necessários para entregar os projetos de maior complexidade e tamanho. Nessas entrevistas, descobrimos que a arte da liderança de projeto torna-se mais importante à medida que o projeto aumenta em tamanho e complexidade.

Neste estudo, discutimos as conclusões e trazemos diretrizes práticas estabelecidas a partir dos realizadores de projetos intensivos em capital. Nossas conclusões apontam para quatro mentalidades (Quadro 1) e oito práticas de liderança nas fases de estruturação e entrega do projeto que são fundamentais para o sucesso desses empreendimentos.

Quadro

Das oito práticas, quatro são relevantes para a fase de estruturação (Quadro 2) e quatro são relevantes para a fase de entrega (Quadro 3). Acreditamos que, ao adotar tais práticas e mentalidades, os líderes de projeto podem aumentar dramaticamente suas chances de entregarem com sucesso projetos ultra grandes.

Quadro
Quadro

Faça o download do estudo completo no qual este artigo está baseado: The art of project leadership: Delivering the world’s largest projects, (PDF–5.72MB).

Mais sobre Projetos de Capital e Infraestrutura
Artigo - McKinsey Quarterly

Por que as estratégias digitais fracassam?

Article - McKinsey Quarterly

Organizing for the age of urgency

Interactive - McKinsey Quarterly

Five Fifty: Strategy vs execution