Shifting-gears_thumb_1536x1536_300_Standard

Quando levar a sua estratégia digital para um nível maior

Por Jacques Bughin, Laura LaBerge, and Nicolas van Zeebroeck

There may be a premium for making early moves.

Agora pode ser o melhor momento de ter mais foco na sua estratégia digital. Muitos executivos podem estar tímidos para considerar a realização de uma transformação digital. No entanto, a nossa pesquisa indica que os executivos podem subestimar sua proximidade de um ponto de transição da indústria.

Fewer than 1 out of 10 incumbent players across industries have adopted offensive corporate strategies that change their portfolios and business models

Os sinais. Nos estágios iniciais da concorrência digital, menos que um em dez players digitais estabelecidos nas diversas indústrias adotam estratégias corporativas ofensivas que mudam seus portfólios e modelos de negócio. Neste ponto, novos entrantes digitais normalmente têm participação de mercado de menos de 10%. Porém, quando a digitalização da indústria chega à marca de 40%, o ambiente muda abruptamente.

As reações negativas. A crescente turbulência do mercado atinge os retardatários digitais com a maior força. Os atacantes reduzem suas receitas e agora são necessários altos investimentos em digital para igualar o que os concorrentes estabelecidos estão gastando para se atualizar. O espaço para manobra diminui significativamente. Nossa pesquisa mostra que players estabelecidos dinâmicos ainda têm uma chance de permanecer no jogo se agirem com ousadia. No entanto, as empresas no quartil inferior da digitalização ainda lutam para permanecerem competitivas.

Para saber mais, clique neste link.

Sobre o(s) autor(es)

Jacques Bughin is a director of the McKinsey Global Institute and a senior partner in McKinsey’s Brussels office, and Laura LaBerge is a senior expert at Digital McKinsey and is based in the Stamford office. Nicolas van Zeebroeck is a professor of innovation and digital business at the Solvay Brussels School of Economics and Management, Université libre de Bruxelles.
More from McKinsey Quarterly
Article - McKinsey Quarterly

Organizational health: A fast track to performance improvement

Artigo - McKinsey Quarterly

Uma cultura para a era digital

Commentary - McKinsey Quarterly

Putting lifelong learning on the CEO agenda

Commentary - McKinsey Quarterly

Getting ready for the future of work